História, Política e Brasil – K-Fi Podcast

GABRIEL BOM: História, Política e Brasil – K-Fi Podcast | EP #003

Nós da equipe K-FI convidamos o professor Gabriel Bom para falar no EP 03 sobre, história, política e Brasil. Assista o EP Aqui:

00:00 – Apresentação

Nosso convidado de hoje é Gabriel Bom, formado pela USP como historiador e também especialista em metodologia do Ensino de Filosofia e Sociologia e mestrando em História Social pela FFLCH-USP.

02:09 – Ser professor em 2022

Ser professor no Brasil nestes últimos anos não tem sido uma tarefa fácil. Muitos foram os ataques feitos a classe dos professores deste país, acusados de serem ideológicos, marxistas e todo tipo de bobagem que se pode imaginar. Conversamos um pouco com Gabriel a respeito disso, e suas contribuições para essa discussão foram incríveis. Assista os cortes disponíveis aqui: Ser professor no Brasil em 2022

Quais são os desafios enfrentados pelos professores no atual cenário politico? como conduzir uma sala de aula tendo que lidar com questões tão polêmicas como os conceitos de escola "sem partido" e escola "sem ideologia". Pega seu café e vem conferir!
Ser Professor no Brasil em 2022 – Cortes K-FI podcast GABRIEL BOM: História, Política e Brasil – K-Fi Podcast | EP #003


05:36 – Religião e política

Construímos a ideia de que religião e política não se discute. Estamos falando de dois temas que dizem precisamente das formas que escolhemos administrar nossas vidas, talvez observando a religião como uma forma de organizar meu individual e a politica para organizar os espaços coletivos. Com isso, podemos pensar que ambos são importantes e precisam sim ser discutidos.

Veja quais são as diferenças entre religião e política. Gabriel Bom fala sobre a construção do estado brasileiro e sua relação com a cultura romana, além de expor fatos interessantíssimos sobre cristianismo, estado, republica e muito mais.
Religião e política – Cortes K-FI podcast – GABRIEL BOM: História, Política e Brasil – K-Fi Podcast | EP #003


11:29 – A América não estava na bíblia, e agora?

Quando chegaram nas Américas, os Europeus se depararam com um grande problemas, que lugar é esse que não foi mencionado nas escrituras sagradas da bíblia? Essa pergunta coloca em conflito as bases do criacionismo, levando-os a formular diversas explicações possíveis para esta nova terra.


13:02 – Síndrome de vira-lata

Nós sabemos que não é de hoje que idealizamos os norte americanos, os europeus e muitas vezes pessoas e culturas apenas por serem externas a nossa. Mas como podemos pensar a nossa cultura sem colocar as demais como se elas fossem superiores? Porque continuamos com essa síndrome de vira lata?


16:25 – Se o Brasil deixar de ser colônia o capitalismo quebra

Essa é uma pergunta simples e complicada aos mesmo tempo, porque podemos pensar em muitas respostas possíveis. Mas não há uma resposta objetiva que nos garanta o que ira acontecer caso, não apenas o Brasil, mas todos os países da América Latina, deixem de ser grandes meios de exploração do capitalismo.


22:32 – O Brasil nunca foi Brasil, até 1770

Até este momento, o Brasil não era unificado, e até mesmo o nome Brasil era uma grande confusão. Isso porque o território nacional estava separado em partes, dificultando um consenso.


24:20 – Classe média não é burguês

É verdade que no Brasil temos um grande problema quando pensamos em classes sociais. Isso porque há grandes equívocos por parte da população ao pensar em que classe se encontra no jogo do sistema capitalista. Mas o principal causador dessas divergências se localiza nos ditos classes médias. Ou seja, temos um cenário onde pessoas que conseguem levar bem a vida, mas que se enquadram melhor nos requisitos das classes baixas, que acreditam ocupar um lugar de prestígio no país, e se intitulam como sendo de classe média, assim como temos pessoas que de fato ocupam uma posição de classe média, ou seja, que detém alguns pequenos meios de produção e algumas riquezas, mas que se consideram burgueses.

Entende-se aqui por burguês, aquele que detém grandes meios de produção, como fábricas, montadoras e etc. Por isso temos pessoas de classes mais baixas defendendo a ascensão de políticos que priorizam interesses burgueses, ou seja, que acabam atirando no próprio pé.


31:27 – Vai ter eleição em 2022?

Podemos considerar que a nossa democracia está em risco, quanto a isso não a dúvidas. Isso porque foi declarado pelo atual presidente, Jair Bolsonaro, seu apoio claro as correntes de pensamento de extrema direita, militarismo e sistemas antidemocráticos. Além disso, o presidente já afirmou em público que não confia nas urnas eletrônicas e que considera as eleições um fraude, embora o mesmo tenha sido eleito democraticamente pelas mesmas urnas que questiona.

Embora já tenha sido confirmado que as urnas são seguras, o presidente insiste em bater nessa tecla, e alega que so aceitara os resultados das eleições se as considerar confiáveis. Em outras palavras, caso ele seja o favorecido pelas eleições. Sendo assim, o risco a democracia e a possibilidade de não termos eleições é muito mais real doque imaginamos.


37:19 – O PT nunca foi socialista

O Partido dos trabalhadores (PT) veste os ideais de esquerda, luta pelas direitos das classes trabalhadores e por uma maior igualdade. No entanto, façamos aqui uma distinção dos ideais que representam o partido e do que de fato aconteceu na prática. Isso porque o governo Lula, embora muito tenha favorecido as classes mais baixas, priorizou em seu governo políticas de centro e de direita, passando a ser conhecido como o presidente da conciliação. Sendo assim, não se pode dizer que o partido dos trabalhadores foi socialista, pois em sua experiência prática conciliou os interesses de direita, de centro e de esquerda.

Se você acompanhou até aqui, é porque esta gostando desse papo, veja também estes outros tópicos:
46:15 – Golpe nas manifestações de 2013
51:36 – A corrupção não é para todos
56:55 – O que faz um presidente no Brasil
1:06:00 – Política também é rede social
1:13:37 – História é ciência
1:18:50 – Tortura é sadismo, não funciona
1:25:07 – A guerra contra as drogas é uma mentira
1:33:13 – Educando novos operários
1:37:50 – O gigante acordou, manifestações de 2013
1:51:24 – Encerramento

Informações do autor:

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Mais publicações:

Introdução à Psicanálise: De Freud a Lacan

Começo aqui uma jornada de várias aulas de introdução a psicanálise Lacaniana, focada nos trabalhos e ideias do importantíssimo psicanalista Francês Jacques Lacan. Nessa primeira aula, vamos explorar os conceitos fundamentais da Psicanálise. Se você tem interesse em psicologia ou está curioso sobre as teorias de Jacques Lacan, assista o vídeo até o final. Vamos abordar temas como o inconsciente estruturado como uma linguagem, os três registros (Real, Simbólico e Imaginário), o Estádio do Espelho, o Nome-do-Pai, o desejo e o objeto a.

Continuar leitura...