O Que é Ansiedade? Reflexões Psicanalíticas

Neste vídeo, compartilho um caso fictício baseado em relatos comuns durante uma primeira entrevista com um paciente. Ele me procurou atordoado e ansioso, dizendo: “Ansiedade, doutor. Ansiedade.” Ao afirmar que não sabia o que era ansiedade, criei uma oportunidade para que ele pudesse explorar e dar significado a sua própria experiência. Na perspectiva da psicanálise lacaniana, utilizo os conceitos de metáfora e metonímia para explicar a importância de devolver a pergunta ao paciente. Quando o terapeuta devolve a questão, permite que o sujeito assuma a responsabilidade de responder a si mesmo, iniciando um processo de desalienação ao grande Outro. A mensagem invertida aqui é fundamental: ao recusar-se a fornecer uma resposta imediata, o analista coloca o paciente na posição ativa, rompendo com a ideia de que a solução está no outro. Este vídeo ilustra como essa abordagem pode ser transformadora no tratamento da “ansiedade”e outros sintomas psíquicos.

Certa vez, um paciente apareceu na primeira entrevista completamente atordoado. Perguntei a ele: “O que te traz aqui?”

“Ansiedade, Doutor. Ansiedade.”

Então, perguntei: “Ansiedade? Você não sabe o que é ansiedade?”

“Não faço a menor ideia,” respondi. “Mas eu vi o seu currículo. Você é psicólogo, psicanalista. Tem tantas e tantas formações e não sabe o que é ansiedade? Deve ser algo bem comum para você.”

“Não faço a menor ideia,” insisti. “Você vai ter que me dizer o que é a ansiedade.”

“Ah, Doutor, eu antecipo o tempo, tento antecipar, tento fazer as coisas muito rápido, tento encontrar maneiras de fazer tudo ao mesmo tempo, mas parece que eu nunca consigo alcançar uma boa definição de ansiedade. Mas eu fui diagnosticado. Um psiquiatra me disse que eu tenho ansiedade e que devo tomar remédios. O que você acha?”

“Eu não acho nada. O que você acha?”

Somente quando devolvemos a pergunta é possível que essa pessoa encontre uma resposta. A resposta não está no outro. Portanto, é importante devolver a responsabilidade de responder a si mesmo.

Reflexão sobre Ansiedade

No campo da psicanálise lacaniana, a ansiedade é um tema recorrente e complexo. Lacan nos ensina que a ansiedade não pode ser definida externamente. Ela é uma resposta subjetiva que deve ser compreendida pelo próprio sujeito. Ao devolver a pergunta ao paciente, oferecemos a oportunidade para que ele mesmo encontre a resposta, promovendo assim um entendimento mais profundo e pessoal de sua condição.

Importância da Autoresponsabilidade

A responsabilidade de responder a si mesmo é crucial no processo analítico. Muitas vezes, buscamos respostas prontas de especialistas, esquecendo que a verdadeira compreensão de nossos sentimentos e emoções deve vir de dentro. Portanto, ao promover essa autoresponsabilidade, ajudamos o paciente a desenvolver um senso mais profundo de autoconhecimento e autonomia.

Conclusão

Na psicanálise, o papel do analista não é fornecer respostas, mas sim ajudar o paciente a encontrar suas próprias respostas. A ansiedade, como qualquer outra emoção, deve ser explorada internamente para que se possa alcançar um verdadeiro entendimento. Portanto, da próxima vez que se sentir ansioso, pergunte-se: “O que isso significa para mim?”.

Sugestões:

Canal do youtube: https://www.youtube.com/c/KFiPodcast
Instagram: https://www.instagram.com/psicanalisenacultura/
Tik Tok: https://www.tiktok.com/@psicanalisenacultura

facebook: https://www.facebook.com/BrunoMoraesPsicologo/

EBP (Escola Brasileira de Psicanálise): https://ebp.org.br/

Informações do autor:

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Mais publicações:

Uma criança é diagnosticada

Temos, hoje em dia, uma série de nomes para tentar dar conta do que é isso que acontece na infância e que é tão enigmático para o adulto. Os diagnósticos de TEA, TOD, TDAH entre outros crescem em proporções exageradas e preocupantes e a cada ano mais famílias preocupam-se com a possibilidade de seus filhos terem algum tipo dos ditos “transtornos mentais”.

Continuar leitura...
curso de introdução a psicanalise lacaniana

Introdução à Psicanálise: De Freud a Lacan

Começo aqui uma jornada de várias aulas de introdução a psicanálise Lacaniana, focada nos trabalhos e ideias do importantíssimo psicanalista Francês Jacques Lacan. Nessa primeira aula, vamos explorar os conceitos fundamentais da Psicanálise. Se você tem interesse em psicologia ou está curioso sobre as teorias de Jacques Lacan, assista o vídeo até o final. Vamos abordar temas como o inconsciente estruturado como uma linguagem, os três registros (Real, Simbólico e Imaginário), o Estádio do Espelho, o Nome-do-Pai, o desejo e o objeto a.

Continuar leitura...